Arquivo

Posts Tagged ‘ABS-SP’

Cerveja e Comida

Ao falarmos de harmonização, a primeira bebida que nos vem em mente é o vinho. Com o passar dos tempos e a curiosidade do ser humano cada vez mais presente, outras bebidas acabaram entrando nos copos. A cerveja é um desses casos, onde sempre foi vista como “bebida da ralé” e hoje é enaltecida até mesmo nos restaurantes mais sofisticados.

As harmonizações sempre tiveram presentes na gastronomia e muitas vezes involuntariamente, mas o que poucos sabem é quais pontos devem ser levados em consideração na hora de  harmonizar comida e bebida. E é neste ponto que quero chegar  com este post.

O prato escolhido e alguns dos  quesitos que devem ser levados em consideração, como por exemplo o peso do prato, textura, sabores, aromas e ingredientes que foram usados na preparação, nos servem como porta de entrada para a escolha da cerveja.

Como na harmonização a bebida serve como um complemento do prato, a cerveja acaba se tornando versátil. A cerveja por ser uma bebida carbonatada, acaba ajudando na limpeza do palato e fazendo com que cada garfada e cada gole se tornem uma experiência diferente da outra. Outra fator importante é o lúpulo, onde pelo seus componentes, acabam ajudando a quebra de gordura na boca. O malte, pela sua vasta variedade, traz sabores em que em um vinho, por exemplo, não são encontrados, como o caramelo, chocolate, torrado entre outros.

As harmonizações podem ocorrer por similaridade onde pegamos sabores e aromas iguais tanto na cerveja como na comida. Contrate, onde pegamos elementos que possam se contrastar sem que um prejudique o outro, como por exemplo o doce e o salgado, o ácido e o doce. E por último, mas não menos importante, por equilíbrio, onde pegamos elementos de igualdade, prato leve, cerveja leve, prato robusto, cerveja robusta. Esses três métodos de harmonização você só dará com muito treinamento e com certeza com muito erro.

Para os iniciantes, que estão começando a se aventurar neste meio gastronômico entre cerveja e comida, mas não sabe por onde começar, passo aqui um exercício feito na sala de aula do curso de Beer Sommelir da ABS em Curitiba, ministrado pela professora Kathia Zanatta.

O exercício foi dado da seguinte forma: Foram escolhidos 4 ingredientes e quarto cervejas que representassem os  principais gostos e elementos da cerveja – amargo, doce, azedo, salgado e álcool. Em seguida, foi dada uma tabela para pontuação da harmonizações.

Na comida, foram escolhidos o pão com manteiga para o salgado, bolo de chocolate com cenoura para o doce, endivia para o amargo e limão para o azedo. Já nas cervejas foram escolhidos, doppelbock para o doce, american vienna Lager para o amargo, Lambic para o ácido e Trippel para o álcool.

Após apresentada as cervejas e as comidas, seguimos a seguinte prática: escolhia uma cerveja e degustava com cada comida – para uma harmonização mais perceptível, primeiro de um gole da cerveja para conhecer os sabores, logo em seguida a comida e em seguida um gole de cerveja. Isso fará com que os sabores se misturem sem que aromas mais voláteis se dissipem e você acaba perdendo elementos que poderiam tornar sua harmonização perfeita. Isso mostrava o que cada característica em potencial da cerveja, combinaria com a comida.A partir deste exercício, a percepção de combinação se tornam mais claras e fazem com que os erros sejam menos frequentes.

Devemos lembrar, que as possíveis combinações de sabores e aromas só podem ser percebidas se a pessoa tiver um conhecimento prévio de percepção sensorial, mas que, claro, pode ser treinado.

Faça este exercício em casa e anote tudo o que você sentiu na sua boca. Isso é um ótimo treino e um excelente material de pesquisa para harmonizações futuras. E sempre lembrando, ousem nas harmonizações, o erro é o melhor aprendizado.

Foto by Michele Meiato Xavier @MicMX

Anúncios

Curso de Sommelier em Cervejas no Sul do País

Um pouco triste com o caminho que esta se tomando o campo da cerveja no Brasil, e já desiludido com a gastronomia no país, trago boas novas para o Sul. Em parceria com a Associação Brasileira de Sommeliers de São Paulo (ABS-SP), o site Mestre – Cervejeiro traz para Curitiba o curso de Sommelier em Cervejas. O curso será ministrada pelos professores e juízes de concursos internacionais Alfredo Ferreira e Kathia Zanatta.

O curso terá como objetivo amplificar o leque de variações no meio cervejeiro, tanto para quem tem a cerveja como uma prazerosa bebida, como aqueles que tem ela como seu ganha pão. Isso fará com que tenhamos pessoas mais experientes  e, com muita sorte, sem preconceitos  no meio cervejeiro em seu geral, identificando cada peculiaridade desta bebida que esta se tornando preferencial por muitos brasileiros.

Também possibilitará o formando de trabalhar em importadoras, bares e restauirantes, ministrar palestras e divulgar a cultura com mais saber e culhão.

Daniel Wolff, um dos coordenadores do curso e administrador do site Mestre – cervejeiro, é formado na primeira turma do curso no Brasil, realizada em São Paulo no ano passado. elel já tem a formação de sommelier em vinhos e já escreve sobre cerveja a muitos anos e diz que o curso é um bom caminho para entender melhor sobre a bebida e tirar as pessoas do achismo.

As inscrições já estão abertas pelo e para participar basta entrar em contato com a coordenação pelo e-mail cursos@mestre-cervejeiro.com. O curso terá o custo de R$ 1.600,00 (que poderá ser parcelado em 3x) e o curso só ocorrerá se houver no mínimo 30 inscritos das 50 vagas disponíveis. Serão 60 horas aula e quem terminar o curso, passando pela prova final, receberá certificação de Sommelier de Cervejas pela ABS – SP.

O curso tem apoio da cervejaria  Klein Bier, importadora Beer Maniacs e Arena Turismo.

Eu, se tudo der certo, estou garantindo minha vaga para a partir do segundo semestre entrar no mercado com força e sem achismo. Não perca tempo e corra para garantir sua vaga. No segundo semestre o curso trará mais novidades para o Sul.

Fotos: Divulgação